Marmelo – O Que é? Como Comer? Benefícios e Características da Fruta

O marmelo é o fruto do marmeleiro, uma árvore vinda da Ásia Ocidental. No Sul da Grécia é possível encontrar o marmeleiro em regiões do Sul da Itália, França e Grécia. Chegou a América através dos colonizadores espanhóis e portugueses. Esta árvore se desenvolve melhor em solos férteis que consigam reter bem a água. É bastante sensível ao calcário e consegue se adaptar melhor em climas temperados, mas suporta bem os períodos mais frios.

Para o marmelo, lugares mais luminosos são os mais indicados. No verão, caso haja muita humidade pode ocorrer o surgimento de doenças criptogâmicas. E no inverno, caso ocorra ventos fortes ou geadas tardias, o crescimento do fruto poderá ficar prejudicado. Os lugares em que o marmelo se desenvolve melhor são o sudeste do Alentejo, Ribatejo e Oeste, Distrito de Vila Real e Sul da Beira Litoral.

Benefícios do Marmelo

O marmelo possui variados benefícios por causa das propriedades medicinais que contém. Ele é composto por vitaminas do complexo A, B, C, E, pectinas, ácido málico, ferro, minerais e cobre. Ele possui propriedades adstringentes e por isso, ele é bastante recomendado as pessoas que costumam sofrer com diarreia, devendo ser consumido cru. Em casos de longos períodos de estudos, trabalhos ou atividades físicas, o marmelo também é indicado. Isto porquê ele atua combatendo a exaustão mental e física. Combate também a anemia e ajuda a abir o apetite, principalmente nas crianças que costuma passar um período sentindo fastio.

O marmelo possui pectina e este composto é responsável por controlar o colesterol ruim do corpo. A fruta é indicada ainda para tratar problemas na gengiva, garganta, inflamações no estômago, aftas, diarreias e queimaduras. Possui efeito calmante, antiespasmódico, combate as fissuras na pele, atua na limpeza de pele, cura tuberculose e pneumonias, fortalece o sistema digestivo e é ainda um antisséptico natural.Os taninos presentes no marmelo atuam na mucosa, desinflamando, revestindo e secando. E o ácido málico presente combate a gora, expele o ácido úrico, desincha o corpo, evita os vômitos e estimula o fígado.Também possui potássio e ele controla a hipertensão arterial e doenças do coração e vasos sanguíneos.Fruta Marmelo inteira e cortada ao meio


O Marmelo se torna um laxante natural porquê possui alto teor de fibras. E as poucas calorias  que possui o torna excelente parceiro para perder o excesso de peso. Atua também no tratamento de gripes, resfriados e constipações.

Características

O marmelo se assemelha a pêra em formato e mede de 7 a 12 cm de largura e 6 a 9 cm de altura. Sua coloração é amarelo dourada. Através de sua cor, o marmelo ganhou o nome popular de pomo dourado. A polpa da fruta é rígida e aromatizada. O tronco da árvore é tortuoso com casca áspera se desprendendo em placas e pode atingir até 4 metros de altura.

As flores do marmelo são em coloração rosa, mas pode ocasionalmente aparecer em tom amarelado. O fruto mede de 10 a 12 centímetros com coloração esverdeada ou amarelada. Possui uma penugem que pode desaparecer quando chega a fase adulta.

Marmelo do cerrado

O marmelo do cerrado pertence a família Rubiaceae, sendo esta a mesma do café. É uma fruta bastante encontrada no cerrado brasileiro, onde é nativa. Como componentes químicos estão presentes a saponinas, iridóides, alcaloides e flavonoides. É uma espécie que pode ser encontrada o ano inteiro e tanto suas folhas como o fruto tem utilidade medicinal. É bastante utilizada no preparo de refrescos, geleias, ponches, sucos e doces. No refresco é possível sentir um sabor comparável ao tamarindo ou até de pêra.

A parte escura do fruto possui pectina e a polpa. Se não quiser utilizá-la de imediato poderá ser conservada por mais tempo dentro da geladeira. Muitos utilizam as sementes torradas como substitutas do café e o fruto  e as folhas também tornam-se excelente alimento para o gado.

Para quem sofre com pneumonia, poderá fazer uso da raiz e do fruto. Ao macerar os frutos, obtêm-se excelente remédio contra a catapora e na Amazônia é bastante utilizado o xarope de marmelo do cerrado.

Como comer?

Não é comum encontrar frutos que não possam ser comidos crus. Mas o marmelo é uma exceção, porquê o fruto possui a polpa dura e amarga. Desta forma, precisa ser cozido, assado ou incorporado em doces como geleia por exemplo para ser degustado. A geleia do marmelo é utilizada normalmente no intuito de solidificar outros frutos. Se você costuma apreciar o marmelo, saiba que ele só é encontrado nos períodos de outubro a novembro. Mas é possível colher uma boa quantidade para armazenar e produzir doces que terão maior validade se colocados para refrigerar na geladeira.

Além disto, o chá das folhas do marmelo é excelente no combate as cólicas, diarreias e convalescênça. Se usar as folhas trituradas como cataplasma será útil aos edemas traumáticos, fissura na pele, nevralgia facial, inflamação da garganta e queimadura. Para fazer gargarejo, você poderá cozinhar o fruto com as sementes e a pele juntamente com água açucarada. Depois deverá coar e usar uma colher de chá com água morna para gargarejar.

Como fazer o doce de Marmelo?Pote com Doce de Marmelo

O doce de marmelo ou marmelada é um doce bastante popular em algumas regiões do Brasil. Algumas pessoas dizem que a receita se originou em Portugal através dos escravos alforriados. Mas por muito tempos antes, o doce já era bastante apreciado na Península Ibérica.

Para preparar o doce de marmelo você irá precisar de 1 kg de marmelo limpos e sem o caroço, 100 ml de água e 1 kg de açúcar. Descasque os marmelos e corte-os em quadrantes retirando o caroço. O caroço e a pele poderão ser utilizados para fazer geleia de marmelo.

Para cada quilo de marmelo, deverá acrescentar um 1 kg de açúcar e 100 ml de água. Coloque tudo em uma panela de pressão e deixe-os cozinhando por volta de 10 minutos depois que começar a pegar pressão. Depois desse tempo, desligue a panela e deixe a pressão sair naturalmente. Passe todo o conteúdo da panela no liquidificador até virar uma pasta. Distribua a marmelada em refratários pequenos e cubra-os com papel vegetal embebido em aguardente. Deixe descansar em um local seco e ventilado.

Se não gostar do sabor muito doce, diminua a quantidade de açúcar para 800 gramas. Caso não tenha panela de pressão, poderá fazer em uma panela normal. Apenas observe o momento em que as misturas atingirão o ponto de cozimento para desligar o fogo. Para dar um sabor mais especial e aromatizado, poderá incluir canela em pau ou até raspas de limão. Só tome cuidado para não incluir a pele branca que vem depois da casca para evitar o amargor que ele solta.

Onde comprar?

Em hortifrutes, mercados populares, feiras orgânicas, lojas de produtos naturais e até no mercado livre pode-se encontrar o marmelo para comprar. Escolha bem o fruto para não comprar um passado que não levará aos benefícios necessários.