Cará – Benefícios, Como Preparar? Diferença Entre Cará e Inhame

O cará é cientificamente conhecido como Dioscorea Alata L. É um tubérculo originário das ilhas de Cabo Verde e São Tomé na África. Ele foi trazido ao Brasil através dos escravos africanos e se adaptou muito bem ao nosso clima. Ele foi citado pela primeira vez pelo padre José de Anchieta e possui diferentes formatos e tamanhos. Pode chegar a atingir de 500 gramas a 3 quilos. E nos meses entre março e agosto poderá ser encontrado em maior quantidade.

Benefícios do Cará

O cará roxo na parte interna melhora a circulação sanguínea. Ele possui uma substância chamada antocianina que possui propriedades antioxidantes capazes de eliminar os radicais livres presentes no corpo. Possui potássio que ajuda a manter uma boa pressão arterial e manter a saúde do coração.

Esse vegetal também é primordial para manter uma boa digestão. Isso, graças a presença de fibras como a pectina por exemplo. Por ser rico em carboidratos, pode substituir o arroz das refeições. Pois possui muito mais nutrientes. Ele não possui gordura e é rico em vitaminas e minerais.

O cará combate diversas bactérias consideradas maléficas ao nosso organismo, além de ter baixo teor de calorias. Por ser antioxidante, combate os radicais livres e ajuda na prevenção contra o câncer graças também a substâncias como selênio e iodo presentes em sua composição. Por conter vitaminas do complexo B6, o cará combate a depressão. Esta vitamina ajuda a manter o o funcionamento correto do sistema neurológico, mantendo em alta o bom humor. Por possuir baixo índice glicêmico, esse vegetal mantem equilibrado os níveis de açúcar no organismo.


Outros benefícios associados ao consumo do CaráFoto de Cará cortado em pedaços

Esse vegetal retarda os sinais de envelhecimento e por isso é excelente aliado para manter a pele saudável e livre de manchas e rugas. Esse benefício ocorre por causa das altas quantidades de vitamina C presente no tubérculo. Além disto, a vitamina C presente no cará é capaz de estimular a produção do colágeno permitindo uma pele mais elástica e jovem. Algumas pessoas fazem uma pasta com o cará e mel para passarem na pele.

Esse tubérculo é excelente para as mulheres em estado de menopausa. Isto porque ele é também um repositor de hormônios naturais e acaba ajudando a diminuir os sintomas como calor e náuseas, tão característicos na menopausa. Os sintomas acometidos durante a gravidez também são amenizados com o consumo desse vegetal. Ele é capaz de melhorar os vômitos, náuseas, constipação, além de prevenção de parto prematuro.

Propriedades

O cará é riquíssimo em carboidratos e é grande fonte de energia. Possui vitaminas do complexo B, B1, B2, B5 e B6. Além destas contém fibras solúveis em altas quantidades. Os nutrientes que contêm são responsáveis por estimular o apetite, fortificar os nervos e auxiliar no processo de digestão dos alimentos.

Ele tem muitos nutrientes essenciais ao corpo. Se você consumir uma porção de 100 gramas deste tubérculo estará levando ao seu corpo aproximadamente 0,29 mg de vitamina B6, 816 mg de potássio, 17,1 mg de vitamina C, 27,89 g de carboidrato, 4,1 g de fibra, 0,18 mg de cobre, 0,55 mg de vitamina B3, 0,03 de vitamina B2, 0,24 mg de zinco, 0,11 mg de vitamina B1, 55 mg de fósforo, 0,31 mg de vitamina B5, 21 mg de magnésio, 1,53 g de proteína, 23 mg de vitamina B9 e 0,54 mg de ferro.

Tipos de Cará

Existem vários tipos desse vegetal. Mas os principais e mais consumidos são os da espécie Discorea Cayenesis, Iam, o cará Africana nos tipos Cará da Costa, Cará Negro e Cará Tabica. E por último o D. Alatah nos tipos Cará Mandioca, Cará S. e Cará Flórida.

Como preparar?

O consumo desse vegetal se dá sempre através do cozimento. É preciso descascá-lo, lavá-lo e colocá-lo cortado para cozinhar com sal até que esteja cozido ao seu gosto. Ele é bastante utilizado no preparo de purês, caldos, refogados e sopas. E para acompanhar o alho, limão, cebola, orégano, folhas de louro fresca, açafrão e pimenta entram como excelentes temperos.

Por ter excelentes benefícios, o cará também passou a ser utilizado no preparo de bolos, panquecas, cremes, pão, biscoito, tortas e até pirão. Mas há quem prefira simplesmente comê-lo ainda quentinho com manteiga derretida. É uma delícia!

Melhores receitas de Cará

O cará roxo é bem utilizado por causa da cor que pode dar aos alimentos, deixando-os visualmente bonitos e com aparência mais apetitosa. Um dos pratos mais utilizados a base do cará são as sopas. Como ele possui um sabor bem discreto, é mais fácil deixar a sopa com o sabor dos temperos que quiser utilizar. Ele não rouba a cena atrapalhando os outros sabores, mas entra como um ótimo complemento.

Para mostrar o quanto é simples a culinária com esse vegetal, você aprenderá como fazer um delicioso purê de cará com bacon. Você precisará de 3 carás, 200 ml de leite desnatado, 150 g de bacon cortado em cubos, 1 colher de sopa de margarina e sal a gosto.

Recipiente com Purê de cará

Para o preparo, descasque os carás e corte-os em rodelas para cozinhar até que fiquem bem molinhos. Eles devem amolecer bem para não ficar rugoso no preparo do purê. Após cozidos, passe-os no espremedor. Frite o bacon cortado em cubos com a margarina depois incorpore aos carás espremidos. Vá incorporando o leite e acerte o sal ao seu gosto. Em fogo baixo, vá mexendo até conseguir a consistência desejada.

Quais as diferenças entre o Cará e o Inhame?

É muito comum surgirem dúvidas quanto ao cará e o inhame. Muitos, inclusive acreditam que ambos são as mesmas raízes. O inhame porém, faz parte da família Dioscoreácea onde é possível encontrar nove gêneros diferentes entre aproximadamente 1000 espécies. O cará é uma dessas espécies.

Pode-se afirmar portanto, que o cará e o inhames são primos e ambos são grande fonte de energia e carboidratos. Mas tudo isso sem prejudicar o corpo com excesso de insulina ou glicose. Mas é preciso cautela ao consumi-lo. Já que é tão rico em carboidratos e energia, não é aconselhável sua ingestão juntamente com outros alimentos ricos nutricionalmente como o macarrão, a batata e o arroz por exemplo.

O cará possui mais fibras que o inhame. Com isso criam mais sensação de saciedade e são capazes de absorver melhor o açúcar e colesterol do organismo. Por outro lado, o inhame possui mais que o dobro de potássio e esse mineral controla os níveis de pressão alta. Por isso, vale a pena ter em casa esses primos e manter o corpo em ideal harmonia.